Post Page Advertisement [Top]


Acredito que todo mundo já viu alguma criança fazendo pirraça, né? Ela se joga no chão, chora, grita, tenta convencer, faz bico, chama a atenção o máximo que consegue, tenta comover todos a sua volta apenas para ter o que deseja, ela não se importa de estar exagerando, ela faz o que for preciso, bate o pé o quanto precisar, até conseguir o que ela quer.

Provavelmente você deve ficar horrorizado vendo essas coisas ou irritado em ver que a criança não mede limites para conseguir o que quer, mesmo que na maioria das vezes o que ela tanto acha que precisa naquele momento, só irá causar mal.

Uma criança, por exemplo, sempre irá preferir se encher de biscoitos ou doces antes da refeição, mas é claro que os pais sabem que isso é ruim, então precisam dizer não, porém mesmo que esse não seja para o bem da criança, ela não enxerga isso.

Uma criança simplesmente não sabe do que precisa. É pra isso que servem os nãos, para limitar os desejos descontrolados e inconsequentes das crianças, quando um pai diz não, ele está dizendo que aquilo não é o melhor, que de alguma forma por melhor que pareça, aquilo irá causar danos a criança e o amor dos pais os levam a dizer não, mesmo que a criança continue batendo o pé.

Assim também somos nós, espiritualmente falando, todos nós começamos como crianças, dessas que se jogam no chão, batem o pé e fazem bico pra Deus, nós choramos, fazemos drama, tentamos comovê-lo, tentamos convencê-lo com todos os nossos ótimos argumentos e insistimos e continuamos a insistir até que Ele nos dê o que tanto queremos.

Acontece que como Pai é Ele quem sabe a alimentação que precisamos.

O nosso problema é que não temos ainda a maturidade pra entender isso.

E só iremos alcançar quando decidirmos nos calar e ouvir a voz do Pai.

Ele não diz não apenas por dizer, Ele não sente prazer em te negar coisas e te ver sofrer, o não d’Ele está te protegendo, te cuidando, te guardando para algo muito melhor, uma alimentação muito mais saudável. O não d’Ele é uma declaração de amor, basta você parar a pirraça, deixar de bater o pé e ouvi-Lo.

Claro que para alcançarmos essa maturidade leva tempo, nenhuma criança simplesmente de um dia para o outro passa a entender tudo, mas se a criança não se sujeitar a ouvir a voz do pai, ela será eternamente uma criança pirracenta.

Se você até hoje foi uma criança birrenta ou um adolescente rebelde, não importa mais, carregar isso para sempre só nos impede de ter um relacionamento com Deus.

Se você estiver disposto a sair desse nível, o Pai te espera ansiosamente para te colocar no Seu colo e te contar o por que de tantos nãos.

Esqueça a pirraça, aproxime-se do Pai e cresça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é extremamente importante, Comente!