Post Page Advertisement [Top]


Por que Deus amou o mundo de tal maneira, deu seu filho unigênito para que todo aquele que Nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna.


Sempre que eu lia ou ouvia esse versículo algo em mim se acendia, por que me lembrava que Deus me amou tanto que entregou o próprio filho por mim e ouvir que se é amada de tal maneira, é realmente reconfortante, mas agora entendo que mesmo gostando muito do versículo, eu ainda não tinha me dado conta do quão forte e profundo ele é.
Outro dia, eu estava no ônibus voltando pra casa e esse versículo surgiu nos meus pensamentos e foi quando pela primeira vez eu senti toda sua profundidade, depois de ouvi-lo e lê-lo durante anos na igreja, é que finalmente eu pude entender.
Por anos durante a leitura dessa passagem, eu sempre pensava: “Uau, Deus me ama mesmo, né? Ele entregou o próprio filho por mim” e realmente isso é algo incrível e de um amor sem explicação, mas cara, isso vai tão além, é tão mais incrível do que às vezes parece.
Sejamos sinceros, você faria isso? Entregaria a vida do seu filho, por pessoas que você não conhece? Por pessoas que irão te virar as costas e te excluir de suas vidas? Você daria alguém que você ama por pessoas de coração mau e cheio de pecados? Provavelmente sua resposta é não, e eu não estou aqui pra te julgar, por que essa também seria minha resposta, mas não foi e nem é a de Deus. Ele não disse não. Ele não levou em conta seus pecados, suas falhas, suas futuras quedas, Ele nem ao menos levou em conta o fato de você não ser agradecido. Ele apenas te amou e entregou. Entregou o único filho por você, e cara, se isso já é algo grandioso e de amor incalculável, pensa mais um pouco, por que fica ainda mais insano.
Digamos que você tem um filho, seu único filho, e ele é um exemplo, é carinhoso, inteligente, nunca lhe faltou ao respeito e nem a nenhuma outra pessoa, na escola ele é o aluno numero um, notas excelentes, sempre disponível a ajudar os colegas, elogiado pelos professores, amado pelos coleguinhas, em casa ele sempre ajuda nas tarefas, realiza todos os deveres, ele é um filho onde não se encontra defeitos e seu peito se enche de orgulho dele. Então, um dia, você sabe que a única maneira de salvar o restante das crianças é sacrificando o seu filho perfeito, e isso significa que ele terá que passar por várias coisas, ele vai ser rejeitado pelos colegas, mesmo sem motivo, ele vai ficar sozinho no recreio, servirá de piada, irá apanhar dos outros mesmo sem ter feito nada de errado, então ele vai se sentir abandonado e você não pode fazer nada, não se quiser salvar aos outros.
 E então, o que você faria?
Deus quando abriu mão do seu filho. Ele sabia que a morte, na verdade seria o ponto mais fácil, que seria apenas a consumação de tudo, mas antes, Ele viu seu filho ser rejeitado, perseguido, viu quando no auge do desespero ele chorou lagrimas de sangue, de dor e medo, viu quando ele foi traído, quando foi entregue, quando apanhou, viu cada soco, cada tapa, cada chicoteada, viu quando foi torturado, quando mesmo sem forças foi obrigado a carregar o próprio objeto de sua morte, viu toda sua humilhação, o viu sendo ridicularizado diante de todos, viu as pessoas o rejeitando, cuspindo, rindo, viu as mesmas pessoas pela qual Ele estava sacrificando o filho zombando de toda sua dor, Ele ouviu o grito do Filho, Ele viu quando a pureza foi tomada pelo peso de todos os pecados. Pela primeira vez, Ele teve que se separar do Filho. E ainda assim Ele não retrocedeu. O amor d’Ele por mim e por você suportou cada dor pelo simples fato de que Ele nos amou primeiro e independente do que somos, independente dos nossos pecados, Ele nos amou por que somos filhos e apenas por sermos filhos nos tornamos merecedores de todo esse amor.
Em todas as vezes que eu lia esse versículo, eu era tocada pelo fato de Deus ter entregado seu filho, mas agora entendo que me faltava entender que não foi apenas isso, por mais difícil e altruísta que isso seja, Ele foi além.
Quando Ele entregou Jesus, Ele de fato o ENTREGOU em todas as vertentes dessa palavra. Ele entregou Jesus não apenas para a morte, mas para dor, tristeza, medo, humilhação, desespero, abandono e então a morte.
Pare de mendigar amor de outros, você não precisa de restos.
O Próprio Pai te amou da forma mais completa, ousada e avassaladora que você pode imaginar, então não abra mão desse amor, encontre-se com o Pai e perceba que o amor d’Ele por você continua o mesmo.
Não abra mão do que eu te dei
 Tudo que eu quero é você feliz
E vão tentar te convencer,
mas não se esqueça do que eu já fiz... Por você, foi por você!
(Por você – Luma Elpidio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é extremamente importante, Comente!