Post Page Advertisement [Top]


A intimidade com Deus vem de acordo com o nível de relacionamento que você tem com Ele. A matemática é simples, quanto mais você se relacionar mais intimidade terá, mas para isso você precisa não apenas o procurar quando precisa, mas sim estabelecer uma ligação direta com o Pai, você não precisa de mediadores, ele sempre está disponível e não quer que você seja apenas servo, Ele o quer como filho, como alguém em que ele possa se relacionar, e Ele deixa isso claro em João 15. 15 quando diz: Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor; mas Eu vos tenho chamado amigos, pois tudo o que ouvi de meu Pai, Eu compartilhei convosco.

O relacionamento e a intimidade com Deus traz consigo a entrega, por que quando você entende quem Deus é na sua vida e toda sua soberania, você entende que é Ele quem sabe o que é melhor pra você, mesmo quando parece não fazer sentido, mesmo quando você insiste em querer outra coisa, ainda assim é Ele quem tem os planos maiores e melhores, e é essa certeza que precede a entrega, quando entregamos a Ele nosso coração e nossa vida.

Embora essa seja a decisão mais bonita, importante e revolucionária das nossas vidas, as vezes quando a tomamos não temos a real dimensão do que ela quer dizer.
Eu vejo muita gente dizendo que entregou a vida a Deus, que Ele está no comando e tudo mais, e é bom, é lindo fazer isso, mas será que você entregou tudo mesmo?

Esse é o grande desafio da nossa caminhada, entendermos e não nos esquecermos disso. Por que muitas vezes durante nossa caminhada nós nos encontramos em situações onde essa verdade será testada, onde nossa entrega precisará ser provada mais uma vez e será que estamos prontos pra isso? Será que se Deus te pedir agora pra abrir mão de algo, você iria abrir? Se Deus te pedir pra abrir mão de seu namoro ou alguma amizade ou uma proposta de emprego ou qualquer outra coisa a qual você quer muito, será que você estaria pronto pra dizer “sim, Senhor, seja feita a Tua vontade”? Será que de fato entendemos e ainda lembramos do que a entrega a Deus significa?

A entrega a Deus vai além de apenas levantar as mãos e declarar isso com sua voz, ela necessita da sua declaração diária através de suas ações. Não basta dizer, tem que se viver a entrega. E nem sempre é fácil, entregar nossa vida a Deus é muita das vezes mergulhar no desconhecido, é abrir mão do concreto para o que ainda não estamos vendo. Porém, tendo a certeza de que os planos Dele são maiores que os nossos, é também acreditar que o amor do Pai nunca irá mudar, é saber que Ele já escreveu toda sua história e que separou pra você o que é bom, perfeito e agradável, quando temos essas certezas, aí sim, é quando de fato estamos prontos para entregar nossa vida nas mãos Dele.

Nem sempre é fácil abrir mão, sempre será dolorido, por que somos limitados a apenas olhar para o que estamos vendo diante de nós e não temos a audácia de olhar além, não conseguimos enxergar o que Deus já viu para nós e isso torna o abrir mão doloroso, porém necessário.

Deus nos amou primeiro, nos amou tanto, com um amor tão grande e misericordioso que deu seu único filho por amor a nós, a mim e a você, e nada do que fizermos nunca irá pagar esse sacrifício. Jesus foi doado e se doou para que pudéssemos ser livres, para que o peso do pecado não nos afastasse ainda mais de Deus, e ninguém nunca te amará assim, de forma tão profunda, única e insaciável quanto Ele te ama, e todo esse amor implica diretamente ao que Ele sonhou para nós, Ele quer aquilo que mesmo nos seus sonhos mais loucos e planos mais elaborados, ainda assim nunca irão sequer alcançar o que Ele tem pra você, e Ele está disposto a te dar tudo, pra isso basta você se entregar e entender que Ele não sacrificaria seu filho, para que você pudesse ter algo mais ou menos, ou algo bom, não. Ele fez tudo isso por que Ele quer o melhor pra você, cabe a você aceitar ou não.


3 comentários:

Sua opinião é extremamente importante, Comente!