Post Page Advertisement [Top]


-Texto: " Desde então, muitos dos seus discípulos tornaram para trás e já não andavam com Ele. Então, disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras de vida eterna, e nós temos crido e conhecido que Tu és o Cristo, o Filho de Deus. -João 6:66-69

     Oh! Para onde iremos nós?
     Você já se imaginou andando lado a lado com o Mestre? Vendo Ele curar enfermos, fazer cegos de nascença enxergar e a primeira visão destes, ser todo o esplendor do nosso Mestre, ver coxos e paralíticos voltarem a andar e saltar de tanta alegria perante o poder inigualável de Jesus, quão incrível seria ver o multiplicar de cinco pães e dois peixinhos alimentando uma grande multidão de famintos, mas famintos não apenas de pão, famintos por ouvir mais de Jesus, ao redor de Jesus sempre havia grandes multidões, infelizmente, o  velho homem de  muitos destes só desejam suprir sua fome e deixavam novamente o Mestre dos mestres de lado.

      Para nossa surpresa, até mesmo muitos dos discípulos de Jesus o deixaram, o que fez Jesus perguntar aos doze discípulos que prevaleceram: "Quereis vós retirar-vos também?", pergunta esta que traz confronto até os dias de hoje, muitas das vezes o nosso " eu " nos puxa para nos retirarmos também, renunciarmos o amor de Cristo e sua Cruz, esse nosso " eu " insiste em fazer de nós apenas acompanhantes de Jesus, termos apenas curiosidade e não definitivamente os seus verdadeiros seguidores, é impressionante o poder do nosso " eu ", o nosso querido e velho homem, mas será que realmente é o velho homem que insistimos que seja? O nosso velho homem está enterrado ou simplesmente está na UTI prestes a tornar a viver?
 
    Muitas das vezes esse nosso " eu " que insiste em deixar Jesus de lado é nossos próprios sentimentos, nossos medos, nossas crises, nossas angústias e infinitamente outras coisas que insistem em nos dominar e fazem a gente pegar o primeiro barco que vemos no cais de nossa vida e sair em alto mar. A solução é se encontrar com Jesus, é se expor ao Cristo vivo, é dominar esse nosso " eu "e lançar ao Mestre. Assistindo um vídeo do canal da youtuber Roberta Vicente que tratava sobre esse mesmo assunto, entrei em acordo quando ela disse que devemos levar o nosso " eu cativo " para os pés da Cruz, pois assim como disse Simão Pedro, somente Jesus tem as palavras de vida eterna, somente Ele tem as palavras de poder sobre nossa vida, levar o nosso " eu cativo " é a solução, no momento em que nos lançamos aos pés de Jesus, os nossos medos, nossas aflições, nossas dúvidas e tudo que envolve o velho homem que tenta fugir, também é lançado aos pés da Cruz.

    Jesus pergunta: " Quereis vós retirar vos também?".  Qual é tua resposta?
    Prefere se render ao seu " eu " ou torná-lo cativo e confiar que Cristo tem as palavras de vida eterna para cada um de nós? Se tua resposta é confiar, se lance aos pés de Jesus ainda hoje, mate seu velho homem, não permita que ele esteja simplesmente na UTI, mas que ele esteja morto definitivamente para que assim venha nascer um verdadeiro seguidor e não alguém que apenas deseja ver de longe as maravilhas do Senhor!
      Leve seu " eu cativo " aos pés de Jesus!

" Ai de nós! Nosso coração é o nosso maior inimigo," - C. H. Spurgeon


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é extremamente importante, Comente!