Post Page Advertisement [Top]


Uma moça cristã deveria escutar músicas seculares?
Deveríamos deixar se aproximar de nossos ouvidos canções escritas ou tocadas por não cristãos?
Bom, para iniciar é importante compreender que o foco é voltado ao conteúdo que nos está sendo oferecido e, não exatamente ao fato de um "não crente" estar oferecendo algo a nós, pois se assim fosse, não poderíamos comprar roupas, cosméticos, nem mesmo comer em um restaurante cujo o proprietário não seja alguém que segue a Cristo.
Alguém que ama em sinceridade o Deus Eterno, não se contenta com qualquer coisa oferecida que ofenda a Sua Santa Imagem ou que de alguma forma prejudique a comunhão com Ele. Sendo assim, a imoralidade, o satanismo, letras com conotação sexual ou qualquer coisa do tipo não é adequado a uma cristã praticante. O coração e mente são locais, que devem permanecer limpos para moradia do Senhor, principalmente os de uma mulher. (1 Pedro 3:4)
Inclusive o ritmo popular atual, intitulado como "sofrência" entra na lista, já que não proclama nada de bom e induz a tristeza. Não servimos a um Deus melancólico, que estimula a depressão e não precisamos ouvir canções melancólicas quando estamos tristes, que ainda fazem desvalorizar e humilhar as mulheres (ou homens, seja quem for a vítima descrita na letra). Não tem propósito, nem muito sentido fazermos tal coisa.
Ritmos como este, são só mais um tempero para o prato da depressão em que muitas estão envolvidas e a cada dia não percebem mãos sorrateiras como esta, que aos poucos empurram-nas para baixo, em forma de simples canções.
E isto não é exagero! Só quem já enfrentou o tormento da depressão sabe exatamente a grande influência que palavras e melodias possuem.
Prosseguindo, chega-se a pensar: E quanto as músicas de bom conteúdo?
Bem sabemos que entretenimento não é pecado, desde que seja nas "horas vagas", onde não nos roube a atenção do Reino e o tempo valioso que é reservado a Deus.
E músicas seculares de bom conteúdo, onde falam de esperança, fé, amor etc... Passam a ser de certa forma um entretenimento, como seriados, filmes seculares... Então você não irá ao inferno se ouvir uma destas canções. Este não é o caso.
Mas, não sei se vocês conseguem perceber o fato de que músicas seculares, de alguma forma distinta, não alimentam a alma. Por mais belas que sejam e contenham versos bem rimados como as que falam do amor de um homem por uma mulher (ou vice-versa), não são capazes de provocar o que sentimos com canções de conteúdo cristão, seja de qual ritmo for. É verdade que Deus concede dons até para os não cristãos. Ele faz nascer o sol sobre todos (Mateus 5:45).
Mesmo alguém não tendo confessado a Cristo, é capaz de realizar lindos feitos e conhecemos muitos, dentro e fora do mundo da música, que assim fazem. Mas o fato de estas pessoas não utilizarem seus dons para louvar ao Criador, querendo aceitar ou não, nos afeta de alguma forma curiosa, uma forma que nos faz sentir "uma falta".
A maioria dos versos das letras românticas mesmo: eles se tornam vazios diante da verdade que conhecemos na Palavra, se tornam sem apoio diante da visão renovada...
Não levará a condenação, como já foi dito, escutar tais músicas de bom conteúdo, mas nem tudo que nos leva ao inferno são as únicas coisas que não devemos cometer (1 Coríntios 10:23).
Músicas seculares no fim, são entretimento, para quem tem tempo e como o Apóstolo Paulo deixou dito; há muitos anos atrás os dias já eram maus, e o tempo? Ele é precioso! Temos de remi-lo. (Efésios 5:16)
Então é exatamente por isso que muitos optaram pela decisão de ouvir apenas (verdadeiro) conteúdo cristão, tendo suas vidas tocadas através do louvor – Um poder sobrenatural capaz de transformar, renovar e até mesmo curar feridas na alma... Pois seus corações já não se acostumam mais com o natural.
“Aleluia!
Como é bom cantar louvores ao nosso Deus!
Como é agradável e próprio louvá-lo!”
– Salmos 147:1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é extremamente importante, Comente!